Darksiders II


   Darksiders II é o segundo game de uma franquia (que pode vir a ter 4 jogos) criada pela THQNo game é retratada a história do cavaleiro Death e é uma sequencia direta do primeiro game que conta com o cavaleiro War. A franquia ficou famosa por ter semelhanças com a franquia Zelda que dispensa apresentações. Em Darksiders II, Death procura inocentar o seu irmão War por supostamente ter iniciado o Apocalipse quebrando o acordo que existia entre Anjos e Demônios.

War esta aprisionado a 100 anos por um crime que ele não cometeu e Death procurando inocentar seu irmão ressuscitando toda a humanidade. Death segue sua peregrinação e decide pedir ajuda ao Crownfather que é conhecido como “The old ones” que significa algo como “Os primeiros a existirem”.  Crownfather diz não poder ajudar Death mas o informa dizendo que Death deve ter alcançar a Tree of Life (FFIX Lifa Tree?) para conseguir realizar seus objetivos.

  • NOVIDADES 

Diferente de War, Death começa o game sem camisa, com calça, botas e sua Foice Dupla (Que é foda!) no melhor estilo Were Garurumon no entanto, se quiser sobreviver você vai precisar de armaduras para aumentar sua resistência a danos e aumentar sua força. Isso por que Death consegue vestir armaduras que podem ser “dropadas” de inimigos ou encontradas em baús.

Death também troca de armas que assim como as armaduras, também podem ser dropadas por inimigos ou encontradas em baús e vai muito além, ele consegue fazer “Craft” com as armas as evoluindo para que causem mais dano. Nesse quesito o game é bastante intuitivo e simples. Quase todos os itens podem ser misturados para evoluir armas ou armaduras. Você pode pegar aquele seu chinelo velho, uma camisa rasgada e uma faca de cozinha e fazer uma Espada de Asgard, rs. Falo sério, botas, armaduras e armas se misturadas geralmente evoluem algum desses itens.

Death além de parecer com Mich Thomson do Slipknot também tem habilidades de Prince e Kratos. Consegue escalar paredes, pular em troncos, se pendurar em arvores, correr pelas paredes e ainda tem habilidades com sua Foice Dupla similar a de Kratos com suas Blades of Chaos.

  • GRÁFICOS

Os gráficos do game estão mais bonitos que o anterior e agora, puxando ainda mais para o estilo cartoon, mas apesar disso, o sangue continua! O game também conta com poucas opções de configurações gráficas. Somente Vsync e resolução. 

  • OTIMIZAÇÃO DO GAME

O game não está otimizado, além de possuir poucas configurações gráficas, em certos momentos a queda de FPS onde teoricamente não deveria existir. Apesar disso, não chega a ser um port mal feito, e em termos de otimização, não há nada tão grave que impeça a jogatina já que mesmo a 30FPS o game é bastante fluido.

  • TRILHA SONORA/AUDIO

Os sons de laminas, tremores, impactos e dialogos são muito bem feito, a trilha sonora do game é composta somente por instrumentais que lembra bastante cenários épicos e algumas vezes, games como Shadow of the Colossus.

  • GAMEPLAY

Calma ai! o game ganhou fama por conter similaridades com Zelda e agora ainda copiam Prince of Persia e God of War… Parece um game sem originalidade! Não! esqueci de mencionar que os longos terrenos e o seu cavalo Despair lembram muito Shadow of the Colossus. Mas quase tudo na vida se copia, e Darksiders faz isso de uma exemplar maneira. Mecânicas boas são feitas para serem copiadas mesmo, O Enredo de Darksiders II é a originalidade do game. Contar a história do Apocalipse de maneira fantasiosa mas com toques de “realidade” é o diferencial.

Como já citado em Novidades, Death agora executa manobras no melhor estilo Prince of Persia no entanto nem tudo são flores, O game parece ter sido feito na Unreal Engine 3 que é uma excelente Engine mas todos os jogos feitos nela não tem boa física do personagem com o cenário, em quase todos os jogos, seu personagem anda “deslizando” pelo chão e isso é bastante notado em Darksiders II principalmente quando se vai correr pelas paredes. Death parece deslizar pelas paredes e em nenhum momento parece que ele está pegando impulso, algo mal feito mesmo. A interação com o cenário as vezes pode não ser bem fluida também por conta de algumas “paredes invisíveis”. De resto, pular, se pendurar, agarrar é bem retratado.

A dificuldade do game em termos de inimigios é bem nivelada no entanto os puzzles são relativamente complicados. Por diversas vezes fiquei perdido sem saber o que fazer (Faz tempo que não jogo Zelda!) mas depois de um certo tempo de jogatina você acaba pegando a “manha” já que muitas mecânicas dos puzzles se repetem.

A personalidade de Death é estranha também,  Death para mim deveria ser o Horseman mais cruel e de personalidade macabra (Creio que a personalidade sanguinolenta deveria estar a cargo de War) mas assim como em Darksiders I não é isso que ocorre, pelo contrário! Death é um cara do bem. Isso ai, a começar pela motivação dele que é salvar seu irmão que foi acusado injustamente, isso já demonstra que Death tem um bom senso de justiça (Ao menos quando se trata da sua família) e além disso, Death também é rabugento e sarcástico. Eu particularmente gostei mais do Death que do War (Apesar de a principio, esperar outra personalidade).

  • BUGS

Não encontrei bugs durante a jogatina

  • MENUS E HUD

Os Menus e HUDs são bem feitos no entanto sem muita sofisticação

  • SUPORTE AO 3D

O Game não possui um bom suporte a 3D

Darksiders II pode ser encontrado no STEAM por R$84,99

_______________________________________________________

2 Respostas para “Darksiders II

    • Eu recomendo sim até para um melhor entendimento da história mas em termos de mecânica e jogabilidade, o 1 é inferior… mas vale a pena jogar sim!

      Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s